Kit Dezembro/2019

Kit Dezembro/2019

Postado em:
Blog - Kit do mês
- 05/12/2019 14:30:36

Olá, assinantes!
Temos uma eclética seleção neste mês de dezembro! Vamos conhecer?
Começamos com mais uma pérola da nossa querida Elisabeth Schober, da queijaria “Queijo com Sotaque”, em Santa Catarina. É sempre bom apresentá-la para quem está chegando. Queijeira francesa com larga experiência em seu país, se apaixonou pelo Brasil e aqui resolveu fincar raízes. Abriu a “Queijo com Sotaque” em 2013 para produzir receitas inspiradas nos queijos franceses com toque brasileiro. Desta vez o escolhido por nós foi o Bom Retiro, queijo inspirado no francês Saint Nectaire.   
De Minas Gerais trouxemos mais uma novidade do nosso amigo Joãozinho, da queijaria Santo Antônio, em Passa Quatro. Depois de se aventurar em diferentes profissões, João Antônio resgatou a produção de queijos inciada por seu avô e desenvolveu uma série de queijos surpreendentes que unem tradição e inovação. O escolhido dessa vez foi o Gomeiral, inspirado nos “furadinhos” suiços.
Minas Gerais também é a terra dos produtores Wagner Ribeiro e Izabela Fiorentini. Na região de Governador Valadares montaram a queijaria Ribeiro Fiorentini. O casal vem da pecuária leiteira e durante a greve dos caminhoneiros em 2018 se viram numa situação de crise: não tinham como escoar o leite que começou a acumular na fazenda. A solução? Produzir queijo, uai! Gostaram tanto que não pararam mais. Foram várias experiências, vivências e trocas com outros queijeiros, além de algumas premiações em concursos! Em nosso kit, o escolhido da vez foi o queijo Chou, maturado por 30 dias com controle de temperatura e umidade.
Rosângela e Rubens são os proprietários da queijaria Rouwstik, em Petrolândia, Santa Catarina. Com um rebanho de ovelhas na fazenda, não sabiam que queijo fazer até início de 2018. Com a orientação da técnica Michelle Carvalho optaram pelo queijo maturado. Trabalham também com a inserção do fungo Penicilium Roqueforti que se desenvolve na massa e fica aparente em algumas peças. Um queijo muito raro na produção artesanal brasileira.
E Lá de Goiás, cidade de Guapó, arredores de Goiânia, vem nosso último queijo. João Vicente trabalha com leite há 10 anos e sempre sonhou com a produção queijeira. Em 2017 fez uma viagem à Portugal e conheceu a produção do famoso Serra da Estrela. Voltou encantado e começou a se preparar. Durante um ano fez cursos, contratou um especialista e deu início à queijaria Serra do Bálsamo. Hoje são 6 tipos de queijo diferentes, todos maturados em caverna na própria fazenda. Nossa escolha foi o Foguinho, flambado no Whisky.

BOM RETIRO (SC) – Laticínio “Queijo com Sotaque”. Cidade de Paulo Lopes. Queijo de leite de vaca. Inspirado no Saint Nectaire francês. Maturação média de 100 dias. Casca rugosa de fungos selecionados. Aroma terroso e sabor levemente amargo. Massa cremosa, untuosa e sabor final suave.
 
GOMEIRAL (MG) – Queijaria Santo Antônio. Cidade de Passa Quatro. Queijo de leite cru de vaca, maturação média de 5 meses em prateleiras de madeira. Casca rugosa alaranjada, massa com pequenas olhaduras. Sabor de fundo doce e picante.
 
CHOU (MG) –  Queijaria Ribeiro Fiorentini. Cidade de Governador Valadares. Queijo de leite cru de vaca, maturação média de 40 dias com controle de temperatura e umidade. Casca com mofos naturais, massa cremosa e sabor lácteo.
 
MATURADO DE OVELHA (SC) – Queijaria Rouwstik, cidade de Petrolândia. Queijo de leite cru de ovelha, maturação média de 70 dias em prateleiras de madeira com controle de umidade e temperatura. Casca rugosa com mofos naturais. Massa tratada com mofo azul (Penicillium Roqueforti) que podem aparecer ou não no queijo pronto.
 
FOGUINHO (GO) – Queijaria Serra do Bálsamo. Cidade de Guapó. Queijo de leite cru de vaca e massa semi-cozida. Maturação média de 40 dias em caverna. Casca firme,  flambada no Whisky. Massa fechada e untuosa com notas de amargor e madeira.
 
Conservação:
Manter na geladeira (parte menos fria), envolto em filme plástico ou papel manteiga. Retirar da geladeira e da embalagem ao menos uma hora antes de degustar. Para manter a umidade, também é possível armazenar em potes plásticos. Importante abrir o pote a cada 2 dias para circulação do ar.
 
Esperamos que curtam a seleção. Boa degustação!
 

Categorias

Fique informado!

+ Posts

Kit Fevereiro/2020
Kit Fevereiro/2020
Kit Janeiro/2020
Kit Janeiro/2020
Kit Novembro/2019
Kit Novembro/2019
Kit Outubro/2019
Kit Outubro/2019
Kit Setembro/2019
Kit Setembro/2019

Receba novidades por email

E-mail cadastrado com sucesso.